Os melhores cupons de desconto e promoções

Remédios Caseiros

Remédios Caseiros

Remédio caseiro para roséola infantil

 

Um excelente remédio caseiro para roséola infantil é o chá de freixo, pois esta planta medicinal possui propriedade antipirética que ajuda a baixar a febre característica desta doença.

A roséola infantil é uma doença causada por um vírus da família da herpes, muito frequente em crianças, que provoca febre alta, entre 38 a 40ºC, que aparece de repente e que baixa ou desaparece passados 4 dias. Depois da febre, surgem manchas rosas no corpo da criança, que geralmente não coçam.

Desta forma, este remédio caseiro serve para tratar a roséola infantil, pois ajuda a diminuir a febre da criança. Caso seja necessário, o pediatra poderá prescrever um remédio para a febre, como o Paracetamol, por exemplo.

Ingredientes

  • 25 g da casca seca de freixo
  • 500 ml de água

Modo de preparo

Colocar a casca de freixo na água e deixar ferver durante cerca de 10 minutos. Depois coar e dar cerca de 3 a 4 xícaras por dia do chá à criança até a febre baixar ou desaparecer.

Além deste remédio caseiro para roséola infantil, para ajudar a baixar a febre da criança, os pais podem dar um banho morno na criança ou colocar um pano molhado em água fria na testa ou nas axilas durante alguns minutos.

Para saber mais sobre a doença, consulte: Roséola infantil.

 

Mais sobre este assunto

 

Roséola infantil

A roséola infantil, ou exantema súbito, é uma doença causada por um vírus da família da herpes, que provoca febre alta, entre os 38 e os 40ºC, que surge de forma repentina e dura até 4 dias e que depois baixa ou desaparece também de forma repentina, surgindo a seguir pequenas manchas cor-de-rosa na pele da criança, principalmente no tronco, pescoço e braços.

Normalmente, a roséola infantil não coça, no entanto, se a criança tiver coceira, pode-se aplicar pomadas anti-histamínicas, como Polaramine, com o conhecimento do pediatra.

A roséola infantil, também conhecida por sexta doença, afeta principalmente crianças até aos 6 anos de idade, sendo mais frequente antes dos 2 anos. É uma doença contagiosa, que é transmitida para a criança através do contato com a saliva de outra criança contaminada.

Geralmente, a criança não pega roséola infantil mais de uma vez, no entanto, em casos raros, a criança pode ser contaminada com outro vírus da mesma família, apresentando roséola infantil pela segunda vez.

Fotos da roséola infantil

 

 

Sintomas da roséola infantil

Os sintomas da roséola infantil aparecem pela seguinte ordem:

  1. Aparecimento repentino de febre alta, entre 38 a 40ºC, por cerca de 3 a 4 dias;
  2. Diminuição ou desaparecimento da febre de forma repentina;
  3. Manchas na pele, principalmente no tronco, pescoço e braços.

Outros sintomas que podem aparecer incluem:

  • Perda de apetite;
  • Tosse e nariz escorrendo;
  • Diarreia, que não é muito frequente.

Geralmente, a roséola infantil dura cerca de 7 dias, desde o aparecimento dos seus sintomas, no entanto, o período de incubação é de 5 a 15 dias.

Tratamento da roséola infantil

O tratamento da roséola infantil consiste em controlar os sintomas da doença, principalmente a febre. O pediatra poderá indicar a toma de Paracetamol para diminuir a febre e assim evitar convulsões febris.

Algumas medidas que podem ajudar a controlar a febre são:

  • Vestir a criança com roupas leves;
  • Evitar mantas e cobertores, mesmo se for inverno;
  • Dar banhos na criança somente com água e temperatura ligeiramente morna;
  • Colocar um pano molhado em água fresca na testa da criança por alguns minutos e também nas axilas.

Outra opção para ajudar a diminuir a febre é o Remédio caseiro para roséola infantil.

Ao seguir estas orientações, a febre deverá diminuir um pouco sem ter que se recorrer a medicamentos, mas é preciso verificar se a criança tem febre várias vezes ao dia. Enquanto a criança está doente é aconselhado que não frequente a creche nem esteja em contato com outras crianças.

Transmissão da roséola infantil

​A roséola infantil transmite-se pelo contato com a saliva de outra criança contaminada, através da fala, beijos, tosse, espirros ou brinquedos contaminados com saliva e pode ser transmitida mesmo antes das manchas da pele aparecerem.

A roséola infantil, normalmente, não é transmitida para os adultos porque a maioria dos indivíduos tem defesas para a roséola, mesmo que nunca tenha tido a doença, porém se o adulto tiver o sistema imune enfraquecido pode pegar roséola.

É raro a grávida ficar contaminada com o vírus da roséola e poder desenvolver a doença na gestação, porém, mesmo que fique contaminada, não existe complicações para o feto.